Categorias
Sem categoria

Cuba agora faz parte da Aliança de Energia Rodoviária e Cinturão da China

 orinocotribune Belt and Road Initiative , Carlos Miguel Pereira , China , Cuba , Energy Alliance , Liván Arronte , Desenvolvimento sustentável

Cuba aderiu à Aliança para a Energia do Cinturão Chinês e Iniciativa Rodoviária (BRI), um projeto para construir uma mega-plataforma internacional de cooperação e intercâmbio sob o princípio do lucro compartilhado. O anúncio foi feito pelo Itamaraty cubano em nota divulgada nesta segunda-feira, 18 de outubro.

O embaixador de Cuba em Pequim, Carlos Miguel Pereira, destacou a importância da iniciativa para a expansão e diversificação da colaboração no setor de energia, para superar coletivamente os desafios enfrentados em todo o mundo.

O diplomata ratificou o compromisso de Cuba de contribuir para o progresso sustentável e convidou empresas e instituições chinesas, e os demais membros da parceria, a trabalhar em áreas como promoção de energia verde e acesso inclusivo a serviços de energia.

O Ministro de Minas e Energia de Cuba, Liván Arronte, discorreu sobre o desenvolvimento das fontes renováveis ​​de energia em Cuba, com o objetivo de promover o uso eficiente desses recursos e alcançar a independência neste setor.

Arronte pediu maior cooperação internacional e solidariedade em favor dos países do Sul Global para enfrentar os desafios ecológicos e ambientais de hoje e cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

A China vê a cooperação em eco-civilização como um componente-chave do BRI e adotou uma série de medidas verdes em infraestrutura, energia e finanças para apoiar os países participantes com fundos, tecnologia e desenvolvimento da capacidade produtiva.

A integração da iniciativa “One Belt, One Road” em toda a América Latina e Caribe foi aprofundada com acordos entre a China e outros países da região que compõem a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC).

A Belt and Road Energy Alliance começou em outubro de 2018 durante a Conferência Ministerial de Belt and Road Energy em Suzhou, e foi oficialmente lançada em Pequim em abril de 2019. A Aliança atualmente possui 29 países membros.

CONTEÚDO RELACIONADO: Para o bem da saúde global: EUA, pare de mentir sobre Cuba!

Imagem em destaque: O Ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, e o Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodriguez, partem após uma entrevista coletiva na pousada do estado de Diaoyutai em 29 de maio de 2019 em Pequim, China. Foto: Florence Lo / Pool / Gerry Images.

Misión Verdad )

Tradução: Orinoco Tribune

OT / JRE / SL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s