Categorias
Sem categoria

Díaz-Canel: “Os Estados Unidos não conseguiram destruir Cuba apesar de terem desperdiçado bilhões” – GUERRAS E IMPERIALISMO – L’Antidiplomatist

https://www.lantidiplomatico.it/dettnews-dazcanel_gli_usa_non_sono_riusciti_a_distruggere_cuba_nonostante_abbiano_sprecato_miliardi/8_42345/

Díaz-Canel: “Gli Usa non sono riusciti a distruggere Cuba nonostante abbiano sprecato miliardi”
AMÉRICA LATINA


16 de julho de 2021 17h03
Díaz-Canel: “Os Estados Unidos não conseguiram destruir Cuba, apesar de desperdiçar bilhões”
A equipe editorial do AntiDiplomatico

Díaz-Canel: “Os Estados Unidos não conseguiram destruir Cuba, apesar de desperdiçar bilhões”

Nossos itens serão gratuitos para sempre. Sua contribuição faz a diferença: preserve informações gratuitas. VOCÊ TAMBÉM É O ANTIDIPLOMÁTICO!

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, disse hoje que os Estados Unidos “fracassaram em sua tentativa de destruir Cuba”, apesar de terem “desperdiçado bilhões de dólares” para atingir essa meta.
Em uma série de tweets, o presidente cubano rejeitou duramente as recentes declarações do presidente dos Estados Unidos Joe Biden, que afirmou após uma reunião com a chanceler alemã, Angela Merkel, que Cuba era um “Estado falido” e que “estaria preparado” para oferecer “uma oferta significativa quantidade de vacinas “para o país caribenho.

Díaz-Canel escreveu que um “estado falido”, referindo-se aos Estados Unidos, “é aquele que para agradar a uma minoria reacionária e chantagista” pode “multiplicar os danos a 11 milhões de seres humanos, que é a cifra correspondente à população do País caribenho, “ignorando a vontade da maioria dos cubanos, americanos e da comunidade internacional”.

Cancele as 243 penalidades Em outro tweet, ele lembrou que se seu homólogo americano “tivesse genuíno interesse humanitário pelo povo cubano”, poderia reverter as 243 medidas coercitivas aplicadas durante o governo Donald Trump, “incluindo as mais de 50 cruelmente impostas durante a pandemia”. Durante a campanha eleitoral, Biden disse que revisaria as sanções dos EUA contra Cuba, mas até agora não o fez.O presidente cubano também reclamou que nos Estados Unidos, “devido à ineficácia de seu governo, muitos dos 600.000 mortos não puderam ser salvos” do covid-19. Além de apontar que os Estados Unidos “têm uma história vergonhosa de guerra e violência; repressão policial brutal e assassinatos de cidadãos; racismo e abusos dos direitos humanos”.

A equipe editorial do AntiDiplomatico

A equipe editorial do AntiDiplomatico

L’AntiDiplomatico é um jornal inscrito no dia 08/09/2015 no Tribunal Cível de Roma sob o n.º 162/2015, no registo de imprensa. Para qualquer informação, pedido, conselho e crítica: info@lantidiplomatico.it

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s