Categorias
Sem categoria

A Estônia propôs proibir os russos de entrar na UE :: Notícias do dia :: VZGLYAD.RU

https://vz.ru/news/2021/4/18/1095173.html

В Эстонии предложили запретить въезд россиянам в ЕС

18 de abril de 2021 15:17

O ex-presidente da Estônia, Toomas Hendrik Ilves, propôs a suspensão da emissão de vistos para russos na União Europeia.
“Provavelmente, uma proibição temporária de todas as visitas da Rússia é necessária, estou falando sobre quaisquer visitas”, RIA Novosti citou a mensagem do político no Twitter . Ele também lembrou que até o momento em que a Crimeia se reuniu com a Rússia, se discutia a questão de simplificar a entrada dos russos na UE. “Essas pessoas exigiram arrogantemente um regime de isenção de visto com a União Europeia”, acrescentou Ilves.

Esclarece-se que o político pediu o congelamento de todos os vistos, exceto em casos de emergência na família. Ele está convencido de que este passo é necessário para a segurança da Europa. Ao mesmo tempo, o ex-presidente observou que tal decisão poderia afetar negativamente o cidadão comum.
Lembramos que o Presidente do Parlamento da Estônia, Henn Põlluaas, em seu discurso de Ano Novo, afirmou que o Tratado de Paz de Tartu, segundo o qual “a fronteira entre a Estônia e a Rússia foi acordada”, supostamente ainda está em vigor sob o direito internacional. Em resposta, o governador da região de Leningrado, Alexander Drozdenko, sugeriu que Tallinn não incluísse “memória eleitoral”. O senador Sergei Tsekov disse que mudar as fronteiras do pós-guerra entre a Rússia e a Estônia é impossível. Ele lembrou que, de acordo com a Constituição russa, a apreensão de território russo é inaceitável. Por sua vez, a deputada estadual da Duma, Elena Panina, considerou inadequadas as declarações do presidente do parlamento estoniano. Ela observou que eles poderiam ser considerados cômicos, não fosse pelo fato de que a Rússia e a Estônia ainda não têm um acordo de fronteira.

Esta não é a primeira vez que Põlluaas faz tal declaração. Em março de 2020, ele exigiu que a Rússia “devolvesse” à república os territórios alegadamente anexados. Além disso, o Ministro do Interior da Estônia e o líder do partido nacionalista (EKRE) Mart Helme afirmaram que a Rússia supostamente ” detém parcialmente o território da república”.

O Kremlin apontou a inaceitabilidade de tais declarações. O Ministério das Relações Exteriores da Rússia destacou que “tal posição (…) não contribui para a formação de relações positivas entre os Estados”.

O jornal VZGLYAD estava tentando descobrir quais terras russas eram reivindicadas em Tallinn.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s