Categorias
Polis

www.conservativewoman.co.uk

https://www.conservativewoman.co.uk/2020-the-year-we-sold-our-liberties-for-a-medical-tyranny/

O ano em que vendemos nossas liberdades por uma tirania médica
Por Rob Slane
29 de dezembro de 2020
Via João Luís Mauad

“ESTE ano viu o que parece ser o nascimento de uma nova religião. Vamos chamá-la de Covidianidade.

Tem seus profetas (por exemplo, Átila Iamarino); seu sacerdócio de especialistas (por exemplo, Dráusio Varella e Natália Pasternack); sua própria soteriologia (por exemplo, as vacinas); seus evangelistas (por exemplo, a grande mídia); sua própria vestimenta (por exemplo, as máscaras); seus próprios mártires (por exemplo, todos os que morreram de ou com Covid); sua própria escatologia (por exemplo, O Novo Normal), e, claro, seus próprios hereges (também chamados de negacionistas, ou qualquer um que questione os dados ou a narrativa).*

Nem todo mundo que adotou as práticas bizarras da Covidianidade é um Covidiano. Muitos foram intimidados a isso de forma um tanto relutante; muitos têm sido enganados, de alguma forma, involuntariamente; e muitos outros simplesmente não parecem ter pensado sobre o que está sendo feito a eles, muito menos se é certo, necessário e proporcional.

Mas definitivamente existem covidianos verdadeiros, e você pode reconhecê-los por sua insistência em que todos se curvem ao seu culto e que aqueles que se recusam devem ser envergonhados.

Em certo sentido, essa religião nos atingiu com uma velocidade absurda. Lá estávamos todos nós, cuidando de nossos negócios no início do ano, sem suspeitar que haveria algo particularmente fora do comum em 2020, então: bum!

Ainda em outro sentido, muitos dos ingredientes já estavam no lugar muito antes deste ano, e eles foram simplesmente reunidos em um grande caldeirão para produzir uma mistura tóxica de medo, histeria e irracionalidade numa escala épica. (…)

Em suma, chegamos à oligarquia planejada e tecnocrática da qual CS Lewis nos alertou há mais de meio século : “A nova oligarquia deve basear cada vez mais sua pretensão de nos planejar em sua pretensão de conhecimento. (…).

“Isso significa que eles devem confiar cada vez mais nos conselhos de cientistas, até que, no final, os próprios políticos se tornem meros fantoches dos cientistas. A tecnocracia é a forma para a qual uma sociedade planejada deve tender.”

E aqui está o presidente dos Estados Unidos, Dwight Eisenhower, dizendo quase a mesma coisa em seu discurso de despedida em 1961: ‘No entanto, ao manter a pesquisa científica e as descobertas com respeito, como devemos, também devemos estar alertas para o perigo igual e oposto de que as políticas públicas possam por si mesmas tornar-se cativo de uma elite científico-tecnológica. ‘

Soa familiar?

A ironia de tudo o que aconteceu este ano é que, em nossa aparente tentativa de eliminar o risco, desistimos de nossas vidas. Ou seja, colocamos a segurança aparente tão no topo da lista de prioridades que ela se tornou um deus, governando como devemos viver, respirar e ter nosso ser, e domina tanto nossa vida cotidiana que torna a vida normal impossível, sugando alegria, significado e propósito. (…)

Pela ilusão de segurança, vendemos o patrimônio e as liberdades que nos foram legados por aqueles que nos antecederam, e que era nosso dever preservar para os que virão. (…)

Dito isso, talvez ainda haja tempo. Talvez ainda haja uma janela de oportunidade para recuarmos da beira dessa absurda tirania médica, com suas falsas promessas de segurança, e, em vez disso, abraçarmos a vida e a liberdade.” (…)

  • O segundo parágrafo foi adaptado para a realidade brasileira

Link para o artigo original completo nos comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s